PROGRAMA DE VIAGEM

Nosso roteiro de 7 dias inclui:

  • transporte fluvial e terrestre

  • 6 noites de hospedagem 

  • alimentação completa

  • todos os passeios culturais/turísticos

  • contribuição para a realização do projeto socioambiental e mais!

em até 4 x de R$ 700

ou R$ 2.800 à vista

Confira detalhes de pagamento e programa completo abaixo!

 
 
 
 

PROGRAMA DE VIAGEM

Expedição Amazônia – 14 a 20 de julho de 2019

 

Agência e operadora turística: NSC TEICHMANN ME (nome fantasia: Iris Social), inscrita no CNPJ sob o n˚ 27.510.905/0001¬68, com endereço fiscal à SHI/N CA 2 BLOCO E, sala 122, Setor de Habitações Individuais Norte, cidade de Brasília, Distrito Federal, CEP 71503-502.

 

www.iris.social

+55 (61) 9 8158-0202

Oi.hola.hello@iris.social

 

Parceiro local na realização: CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS DE PROMOÇÃO SOCIAL E AMBIENTAL – CEAPS (Nome fantasia: Projeto Saúde e Alegria), associação civil sem fins lucrativos, com sede na Avenida Mendonça Furtado, n. 3979, Liberdade, na cidade de Santarém-Pará, CEP: 68040-050, inscrito no CNPJ sob o n˚ 55.233.555.0001/75.

 

I. Descritivo

 

Este programa de viagem contém a descrição da Expedição Amazônia, um roteiro de 7 dias/6 noites no formato “excursão”, a ser realizado na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns, localizada em Santarém, Pará, Brasil.

Este roteiro foi pensado para te apresentar uma forma mais sustentável de fazer turismo, onde os ganhos se distribuem entre todos os envolvidos. A ONG parceira recebe uma contribuição financeira para implementar atividades com a participação voluntária dos viajantes, a comunidade ganha uma nova alternativa de renda através do turismo e você participa de uma viagem autêntica e diferente de tudo o que você já fez.

 

Sim, vamos realizar um trabalho social e você vai doar o seu tempo para colaborar com o Projeto Saúde e Alegria, mas antes de tudo, este é um roteiro turístico, formado por atividades turísticas baseadas na cultura e modo de vida local, guiadas pelos moradores da região. É uma possibilidade de ganho econômico para o comunitário e de um turismo autêntico e sustentável para o viajante.

 

II. Contribuição para a ONG

Dentro do trabalho social, nosso objetivo será contribuir nas atividades do CEFA, Centro Experimental Floresta Ativa, um projeto implementado pela ONG Projeto Saúde e Alegria e que trabalha com a capacitação dos comunitários da reserva, visando alternativas de geração de renda que caminhem ao lado da conservação do bioma amazônico.

 

As atividades de voluntariado giram em torno da produção de mudas nativas a serem utilizadas posteriormente pelos comunitários da reserva em seus plantios etc. Além disso, vamos trabalhar na revitalização da horta da escola da comunidade do Carão, proporcionando mais variedade nutricional na merenda

 

Além de botar a mão na massa, você vai contribuir financeiramente para a continuidade desse projeto importantíssimo e verificar em primeira mão como os recursos estão sendo utilizados.

III. Vivência em comunidade

Para que os participantes possam vivenciar o modo de vida das comunidades ribeirinhas, o roteiro inclui os aspectos marcantes da cultura local: dormir em rede, locomoção em barco pelos extensos rios da bacia amazônica, comida típica e atividades culturais tradicionais, como a Farinhada (processo de manufatura da farinha de mandioca) e oficina para aprender o tradicional carimbó, tudo isso contando com os comunitários para nos guiar e conferir mais autenticidade à experiência.

 

IV. Pré-requisitos

Todas as atividades terão o acompanhamento da equipe técnica do CEFA, que estará nos orientando a todo o momento acerca dos procedimentos, tornando as atividades possíveis para qualquer pessoa, sem a necessidade de conhecimento prévio. Trata-se de uma ação baseada nas necessidades apontadas diretamente pelo projeto parceiro e com potencial de beneficiar centenas de famílias que vivem na região.

 

O único requisito para participação é ser maior de 18 anos, sendo que experiência prévia em voluntariado não é necessária para aproveitar por inteiro esta experiência. Crianças e jovens estão convidados a participar desde que acompanhados por um dos pais ou responsável legal.

 

Limitações na capacidade de locomoção precisam ser avaliadas caso a caso, em vista da nossa permanência em comunidades pouco estruturadas, mas já adiantamos que o terreno é naturalmente acidentado e, portanto, inadequado para cadeirantes. Se você possui alguma restrição nesse sentido, entre em contato e nossa equipe avaliará a segurança na sua participação.

V. Infraestrutura

Apesar de localizado no meio da floresta, o CEFA conta com toda a estrutura que você precisa para aproveitar a viagem com segurança e conforto: energia solar, dormitórios completamente telados, instalações sanitárias estruturadas e cozinha industrial completa.

 

Trata-se de estrutura rústica, com chuveiros de água fria e pernoite em rede, como é costume local, o que só garante mais autenticidade à experiência.


As refeições, que utilizam elementos da culinária típica e atendem às restrições alimentares dos participantes, são sempre motivo de elogios entre os participantes.

VI. Itinerário

Dia 1 – 14/07 - domingo

8h30: Transporte em veículo privado saindo de Santarém com direção a Alter do Chão, onde pegaremos o barco que nos levará até a RESEX.

12h: Chegada na RESEX e transporte para o CEFA. Instalação nos dormitórios.

13h: Almoço.

14h: Apresentação da equipe do Projeto Saúde e Alegria e tour pelas unidades demonstrativas que compõem o Centro Experimental Floresta Ativa.

15h: Transporte para a aldeia indígena de Vista Alegre do Capixauã para participar de um ritual indígena e da dança do tipiti.

18h30: Retorno ao CEFA.

19h: Jantar e noite livre.

 

Dia 2 – 15/07 - segunda-feira

7h30: Café da manhã.

8h: Atividades de voluntariado: apresentação do trabalho no viveiro de mudas e capacitação para a atividade de produção de mudas.

12h: Almoço e pausa para descanso.

14h: Farinhada: processo de manufatura da famosa farinha de mandioca, tradicional da região, a ser apresentada por uma família local. Oportunidade de colocar as mãos na massa e produzir um pouco de farinha para levar para casa.

19h: Jantar e noite livre.

 

Dia 3 – 16/07 - terça-feira

7h30: Café da manhã.

8h: Atividades de voluntariado: revitalização da horta utilizada como complemento da merenda escolar da escola da comunidade do Carão.

12h: Almoço e pausa para descanso.

15h: Tarde no rio. Se banhe nas águas do imenso Tapajós.

19h: Serviremos uma piracaia, churrasco de peixe feito na praia com cantorias e causos com Livaldo Sarmento, grande artista da RESEX. Oportunidade de apreciar a lua cheia refletida na imensidão do rio Tapajós.

 

Dia 4 – 17/07 - quarta-feira

7h30: Café da manhã.

8h: Atividades de voluntariado: produção de mudas no viveiro.

12h: Almoço e pausa para descanso.

14h: Ida à comunidade de Vista Alegre para realizar a atividade de canoagem e banho no rio.

19h: Jantar e noite livre.

 

Dia 5 – 18/07 - quinta-feira

7h00: Café da manhã.

7h30: Partimos para um passeio de barco: transporte em veículo do CEFA atravessando a RESEX até a comunidade de Arapiranga, banhada pelo outro rio a dar o nome à reserva, o Arapiuns. Lá pegaremos as bajaras (tipo de barco) para passeio de dia inteiro pelas águas cristalinas do Arapiuns, com almoço tradicional a ser realizado na comunidade de São Miguel (incluído), onde também vamos participar de uma oficina de artesanato ministrada pelo grupo de artesãs da comunidade.

16h: Retorno à Arapiranga para pegar o transporte de volta ao CEFA.

19h: Jantar e noite livre.

 

Dia 6 – 19/07 - sexta-feira

7h30: Café da manhã.

8h: Atividades de voluntariado: produção de mudas no viveiro.

12h: Almoço e pausa para descanso.

15h: Balanço das atividades com a equipe do Projeto Saúde e Alegria.

18h30: Jantar.

20h: Vamos nos despedir da RESEX com uma apresentação de carimbó oferecida pelos jovens da comunidade de Pedra Branca. Você ainda terá a oportunidade de suar a camisa e balançar a saia, participando da roda de carimbó, o ritmo do Pará. Alguns quitutes paraenses serão disponibilizados para todos.

 

Dia 7 – 20/07 - sábado

7h30: Café da manhã.

8h30: Transporte para a comunidade de Anumã, onde pegaremos o barco que vai nos levar de volta a Alter do Chão.

11h: Transporte para Santarém.

12h: Fim da viagem.

VII. Investimento para participação

a) R$ 2.800,00 via transferência bancária em até quatro parcelas iguais de R$ 700, sem acréscimo, devendo a primeira ocorrer no ato da compra do pacote. A confirmação se dará mediante comprovante de transferência e de agendamento de transferência encaminhado via email para: oi.hola.hello@iris.social.

b) R$ 2.920,00 à vista para pagamento via cartão de crédito no PagSeguro. Caso opte por parcelar este valor, haverá um acréscimo de juros no valor de 2,99% ao mês, exigido pelo site.

Obs.: Esta forma de pagamento estará disponível até o dia 30 de junho de 2019.

 

VIII. Incluso no pacote

  • Acomodação em um dormitório telado para até três pessoas, dormindo em redes (fornecida por nós), nas instalações do Centro Experimental Floresta Ativa – CEFA, na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns (6 noites);

  • Refeições diárias incluídas (café da manhã, almoço, lanche e jantar).

  • Todo o transporte terrestre e fluvial previsto no itinerário desde o ponto de encontro em Santarém até o encerramento das atividades em Alter do Chão ou Santarém;

  • Todos os custos com atividades culturais e turísticas previstas no roteiro;

  • Contribuição monetária para o trabalho de voluntariado;

  • Apoio total da equipe Iris Social durante a expedição.

 

IX. Não incluso no pacote

  • Transporte aéreo e taxas decorrentes;

  • Táxi;

  • Hospedagem na cidade de Santarém ou Alter do Chão (se necessário);

  • Documentação (passaporte/vistos/identidade);

  • Bebidas alcóolicas;

  • Seguro viagem pessoal;

  • Serviços médico, hospitalares e farmacêuticos.

  • Extras de caráter pessoal (telefone, gorjeta, lavanderia, compras, etc.).

X. Entenda o valor da experiência

Uma viagem é algo que sempre agrega demais ao viajante, mas queremos que a nossa proposta agregue, igualmente, à comunidade local e a um projeto social. Neste caso, isso significa contribuir com a maior necessidade que encontramos na região: a escassez de recursos para viabilizar projetos.

A experiência do voluntariado é uma oportunidade de verificar como os recursos proporcionados pela viagem vão impactar a vida das pessoas que vamos conhecer. Em virtude desse trabalho, nossos custos com hospedagem e alimentação são reduzidos, mas, não tenha dúvida, o maior ganho é o de tornar essa experiência inesquecível para todos os envolvidos através da troca que o trabalho voluntário proporciona.

Mas na Iris nós vamos mais além: queremos auxiliar abrir mais possibilidades de crescimento para a população local através do turismo de base comunitária. As atividades turísticas que desenvolvemos com as famílias são remuneradas e constituem uma alternativa de renda que valoriza e fortalece a cultura local.

A saúde financeira da Iris Social também precisa ser levada em conta, assim como os meses de trabalho e planejamento que empreendemos para tornar cada viagem única e especial para você.

Estamos comprometidos a praticar valores competitivos na tentativa ampliar o acesso a esta experiência única, mas esta nunca vai deixar de ser uma experiência exclusiva, uma vez que não teremos os números do turismo de massa.

Esperamos que o real valor dessa experiência olho no olho esteja claro para você.

baixe o roteiro em PDF ;)
 
 
 
 
 
 
 

ÚLTIMAS VAGAS! Faça sua inscrição!

 

Quer saber mais sobre a Expedição Amazônia? Assista ao vídeo promocional da viagem no Youtube  e também ao vídeo feito pela blogger de viagens, Amanda Antunes ;)

QUER TIRAR SUAS DÚVIDAS? FALE COM A GENTE!

Razão Social: NSC TEICHMANN - ME

CNPJ: 27.510.905/0001­- 68

Agência devidamente cadastradano Cadastur: confira

+55 61 9 81580202

  • Instagram2016_col-64px
  • Facebook Social Icon
@social.iris